segunda-feira, dezembro 06, 2010

Olhares (In)Discretos


Assim que me olhas, muitas das vezes (talvez) sem crer, sinto um formigueiro que me deixa incomodo, sem saber no que pensar, no que sentir...  Apenas revela-se a necessidade que tenho desses teus olhos castanhos, que a mim sabiam-me a chocolate quente numa gelada manhã de Natal - um autêntico conforto para o meu espírito. Mas, agora, só posso deliciar-me dessas relíquias de forma discreta, sem dares conta que me estou a reconfortar naquilo que eu era capaz de me perder eternamente...

2 comentários:

Soraia disse...

Adorei ! :D

Beijinhos

Me.myself&i disse...

Esses olhares nunca são sem crer..acredita que se sentes o formigueiro mt provavelmente não serás o único a senti-lo.. Hope is the last to die =)